Negócios

Qual é a melhor solução: fornecedores nacionais ou internacionais?

Com a expansão da internet, a compra e venda de produtos ficou mais fácil e rápida. São inúmeros sites e-commerce que dão a oportunidade de comprar uma variedade de produtos, em qualquer lugar do mundo.

Isso deu e ainda dá uma margem para que vários empreendedores queiram comprar e revender produtos importados. Mas será que vale a pena? Quais são as vantagens e desvantagens e os principais requisitos para ter fornecedores no exterior? Será que é melhor ter fornecedores nacionais?

Nesse texto você conhecerá e entenderá aos dois tipos de compra.

Fornecedores no exterior: como funciona?

Para importar produtos no Brasil é necessário a negociação de preços, quantidade a ser comprada, condições de pagamento e frete. Após fechar esse quesito, será necessária a contratação de um agente de frete que realizará o transporte da mercadoria para o país, tendo assim, que firmar um contrato de prestação de serviços.

Ao chegar no Brasil é preciso ter um despachante que terá que realizar a nacionalização do produto que está entrando. Por isso é importante ter a documentação completa da mercadoria, pois haverá vistorias físicas e documentais para ver se está tudo dentro das normas e padrões exigidos.

O que mais atrai os olhos para a importação são os preços, muito mais baixos do que comprar um produto aqui no país. Muitas vezes, mesmo com impostos, o valor da mercadoria chega a ser 10x menor que um produto vendido no Brasil.

Estabelecer negociações com outro país requer conhecimento das regras de importação e dos termos do fornecedor,  o que pode ser bastante complicado! É muito importante verificar também a qualidade do produto, com o envio de amostras.

Outro quesito importante a ser visto é o prazo de entrega, que em países como China, Vietnã e Índia pode ser de até 60 dias, pois os produtos são transportados por navios.

É necessária uma boa pesquisa sobre os fornecedores e os produtos a serem comprados. É um negócio de maior risco, podendo ocasionar atraso nas vendas. Calotes por parte dos fabricantes, perda de material, demora na entrega e problemas alfandegários são comuns neste tipo de negociação.

E os fornecedores nacionais? Quais são as vantagens?

Fornecedores nacionais que vendem o mesmo tipo de produto dos fabricantes estrangeiros, são empresas especializadas na compra de artigos internacionais e que sabem como funciona as negociações e as burocracias desse tipo de negócio.

Por mais que o Brasil seja um país grande, a probabilidade de que haja um grande atraso na entrega da sua encomenda, diminui bastante, já que a maioria dos produtos podem ser enviados pelos correios ou por transportadoras. Além disso, elas estão programadas para possíveis atrasos de fornecedores estrangeiros, tendo material em estoque suficiente para a venda. Sendo assim, o prazo de entrega será bem menor, dando uma melhor margem de planejamento.

Uma possibilidade bem legal é a de negociar com um fabricante nacional, pois ele estará sempre acessível. Além de poder conversar sobre os valores, você pode alinhar a forma como quer o produto que irá revender e outros detalhes que não seriam possíveis com fornecedores internacionais.

Além disso, há uma maior qualidade, pois conhece os melhores fornecedores. Há também, o estreitamento dos laços entre fornecedor e empresa. Com um fornecedor também é possível ter a garantia na compra do produto e fácil troca, caso necessário.

Ao verificar a questão custo benefício se vê que a melhor opção é negociar com fornecedores nacionais. Pois, mesmo com a possível diferença nos preços, há maior segurança de que o produto será de boa procedência.

Qual é a melhor solução: fornecedores nacionais ou internacionais? 1

Post anterior
5 lições para o dia a dia sobre aumentar os negócios
Próximo post
Aumente o seu mix de produtos e ganhe mais dinheiro

5 Comentários. Deixe novo

Deixe uma resposta

Preencha os campos abaixo com detalhes e iremos te ajudar!

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu